Translator

sábado, 24 de dezembro de 2011

Rebocadores que operam em Santos

Em Santos 4 empresas operam o sistema de apoio a manobras de
navios atracando e desatracando embarcações em todos os terminais
do Porto já que nenhum deles possui rebocadores próprios.

Atualmente as empresas que prestam esse serviço em Santos são;
Wilson Sons, Smit, TugBrasil e Sulnorte.

No total 17 rebocadores estão sempre de prontidão para qualquer
faina no cais santista, posicionados desde a entrada do canal, na
região próxima ao armazém 39 até os armazéns 5 e 6 no centro da
cidade.

Abaixo todos os rebocadores em serviço no Porto de Santos
divididos por suas respectivas empresas.


Smit Rebras

A Smit conta com 4 rebocadores da mesma classe, construídos no
Estaleiro Detroit Brasil em Itajaí (SC). Possuem 24,40m de
comprimento, 10,25m de boca, 4m de calado e tração estática de
45 tons.

Alguns armadores clientes da empresa em Santos:
- Aliança Navegação
- Atlanship
- Hamburg-Sud
- NYK Line

Smit Ticuna (2008)
 Smit Torá (2008)
 Smit Tupi (2007)
 Smit Tuxá (2007)


Sulnorte

A empresa opera atualmente com 3 embarcações, já que recentemente
voltou à Santos o rebocador S/N David, construído em 1998 pelo
estaleiro do grupo a embarcação possui 31,34m de comprimento,
9,80m de boca, 4m de calado e tração estática de 51 tons. Os outros
dois rebocadores pertencem a mesma classe também construídos pelo
próprio estaleiro do grupo, o S/N Jatobá em 2008 e o S/N Maraú em
2009. Possuem 24,38m de comprimento, 9,15m de boca, 3,66m de
calado e tração estática de 45 tons.

Alguns armadores clientes da empresa em Santos:
- BBC
- China Shipping Line
- Cosco
- Gearbulk
- Intermarine
- Itália
- PIL
- Pullmantur
- Royal Caribbean
- UASC

S/N David (1998)
 S/N Jatobá (2008)
 S/N Maraú (2009)


TugBrasil

Atua apenas com 2 rebocadores no Porto de Santos, é atualmente
a empresa com menor atuação no complexo e as embarcações mais
antigas também. O "Tanarus" construído em 2000 possui 30,9m de
comprimento, 9,8m de boca e 3,6m de calado e o maior e mais antigo
"Saam Xalapa", de bandeira panamenha construído em 1994 pelo
estaleiro chinês Donghai Shipyard possui 32,81m de comprimento,
9,50m de boca e 3,4m de calado.

Alguns armadores clientes da empresa em Santos:
- CCNI
- CMA CGM
- CSAV
- Hanjin
- Kawasaki Kisen

Saam Xalapa (1994)
 Tanarus (2000)


Wilson Sons

De longe a maior empresa operando no Porto de Santos, conta
atualmente com 8 embarcações divididas em três classes. A de
maior porte com os rebocadores "Aquarius", "Regulus" e "Sculptor"
todos construídos no estaleiro da empresa no Guarujá, possuem
32,22m de comprimento, 10,6m de boca, 4,25m de calado e tração
estática de 73,2 tons. A classe seguinte opera com 4 unidades
recentemente construídas também no Guarujá, são elas; "Alphard",
"Cepheus", "Crater" e "Wezen" todos com 24,47m de comprimento,
11,33m de boca, 5,40m de calado e tração estática de 63 tons. Outro
rebocador em serviço é o "Marte", único desta classe em Santos a
mais antiga embarcação em operação da Wilson Sons no cais
santista foi construída em 1998 e possui 28,70m de comprimento,
10,60m de boca, 3,95m de calado e tração estática de 45 tons. Por
fim ainda podemos ver o rebocador "Pegasus" atracado no Estaleiro
da empresa no Guarujá, mas que não está mais sendo usado em
serviço devido a sua idade e potência se comparado aos demais
rebocadores citados. Construído em 1981 o rebocador possui
30,30m de comprimento, 8,50m de boca, 4,27m de calado e modestos
35 tons de tração estática, bem inferior ao restante da frota em uso
no cais santista.

Alguns armadores clientes da empresa em Santos:
- Costa Cruzeiros
- Fischer Group
- Grimaldi Lines
- Hapag-Lloyd
- Ibero Cruzeiros
- Log-In Logística
- Maersk Line
- Maestra Logística
- Mercosul Line
- Mitsui OSK Lines
- MSC Mediterranean Shipping Co
- Safmarine
- Westfal-Larsen

Alphard (2011)
 Aquarius (2006)
 Cepheus (2010)
 Crater (2011)
 Marte (1998)
 Pegasus (1981)
Regulus (2010)
 Sculptor (2010)
 Wezen (2011)


Destacamos também a presença de rebocadores de menor porte que
prestam serviços de apoio portuário, no transporte de barcaças,
balsas e outras embarcaçãos para abastecimento de água, combústiveis
entre outros serviços. São embarcações com potência bem inferior e
não são utilizadas para manobras de navios. Podemos citar algumas
embarcações e empresas que prestam este tipo de serviço em nosso
porto.


Navegação São Miguel

Perseverante (1951)
Rio Negro III
SM Gradim (1993)
 SM São Gonçalo (2011)


TWB

TWB Mariner V
TWB Mariner X


Meus parabéns à todos os tripulantes dessas embarcações que
possuem uma parcela importantíssima para o desenvolvimento
deste porto, que é fundamental para a economia deste país.
Postar um comentário