Translator

sábado, 31 de julho de 2010

Navio se choca com atracadouro de balsas novamente.


Após um ano do acidente envolvendo as balsas e um navio
de bandeira de Hong Kong que deixava o Porto de Santos,
o episódio voltou a se repetir na madrugada deste sábado.
À 1h48, o cargueiro Nena A de bandeira panamenha colidiu
com o recém reformado atracadouro da balsa, na margem de
Guarujá. Uma das maiores embarcações da Desenvolvimento
Rodoviário S.A (Dersa), a FB23, que estava no local, não
foi atingida. De acordo com dados divulgados pela
concessionária, ninguém ficou ferido e a estrutura ficou
danificada.
No momento do acidente, segundo informações da assessoria
de comunicação da Dersa, as travessias estavam suspensas
devido às más condições de visibilidade. Desde as primeiras
horas da madrugada o sistema havia sido interrompido por
ordem direta dos comandantes das balsas, que disseram não
ter condições seguras de continuar operando sistema normalmente.
O canal do Porto de Santos, no entanto, continuou aberto
para o tráfego de navios.
Segundo o Capitão dos Portos de São Paulo, Antônio Sérgio
Caiado de Alencar, a névoa que encobria alguns pontos do
canal não impedia o fluxo dos navios no início deste sábado,
mas por volta das 3 horas foi determinada a suspensão total
de embarcações em função da densa neblina. O acidente
suspendeu o tráfego somente por alguns minutos e não foi a
causa determinante para o bloqueio do Canal do Porto.
Um inquérito de acidente de navegação, ainda segundo o capitão,
foi aberto e as circuntâncias da colisão estão sendo investigadas.
O navio foi retirado do local do acidente e será retido por
pelo menos dois dias para averiguação dos danos, que a princípio
não foram graves. Ele está fundeado ao lado da Ilha das Palmas.
A Praticagem de Santos foi procurada pela reportagem de A Tribuna
On-line, mas não quis se pronunciar sobre o assunto, uma vez que
aguarda o paracer da Capitania dos Portos.

Fonte: A Tribuna

Foto: Rogério Cordeiro
Postar um comentário