Translator

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Costa Cruzeiros volta a ter Trieste como porto de escala

Em 2012, a Costa Cruzeiros, mais uma vez, usará Trieste (Itália)
como porto de saída para um de seus navios. O Costa Classica,
que foi deslocado pelo grupo em 2008 para outros destinos, retorna
com embarques, sempre aos sábados, entre 19 de maio e 24 de
novembro, no próximo ano, com cruzeiros de oito com o itinerário:
Trieste, Ancona, Mykonos, Atenas, Corfu e Dubrovnik. A temporada
será maior do que em 2008, com 28 escalas (75% a mais do que
daquele ano) e movimentação de 65 mil passageiros (de novo, um
aumento de 75%).

Com Trieste, a Costa Cruzeiros passa a operar em 12 portos de
embarque na Itália. Os outros são Savona, Livorno, Civitavecchia,
Nápoles, Capri, Messina, Palermo, Catânia, Bari, Ancona e Veneza.

A Costa foi a primeira companhia na Europa a introduzir uma política
de gestão direta dos terminais de cruzeiros, com o objetivo de prestar
serviços de qualidade em terra e instalações em conformidade com os
padrões de excelência oferecidos aos hóspedes a bordo de navios da
Companhia.

Desde 2011, a empresa administra diretamente o terminal do porto de
Savona. As novas instalações, co-financiadas pela Costa com um
investimento de 3,6 milhões de euros, passaram a funcionar na cidade
da Ligúria, em 2003. A companhia empregou, desde então, mais de 8
milhões de euros na construção de um terminal satélite. Em Barcelona,
a empresa investiu 12 milhões de euros em um terminal de cruzeiros,
que foi inaugurado em abril de 2007. A Costa também co-administra
terminais de passageiros, em Nápoles, Civitavecchia e Marselha.

Primeira empresa de turismo marítimo a fazer de Trieste um porto
regular de embarque, a Costa vem ampliando sua participação local. As
ações começaram em 2006 com o Costa Marina (25.600 toneladas e
capacidade para 1.000 hóspedes) e cresceram nos últimos anos. A Costa
tem aprimorado seus itinerários por Trieste, abrangendo uma série de
iniciativas alinhadas com o apoio e empenho das autoridades locais,
empresas e parceiros comerciais.

Desde que a Costa iniciou suas operações em Trieste, o número de
passageiros cresceu. Em 2006, eram 20 mil passageiros e o Costa
Marina fez 15 escalas, com saídas aos domingos pelo itinerário Trieste,
Ancona, Santorini, Mykonos, Atenas, Corfu, Dubrovnik e Trieste.

Em 2007 a linha italiana novamente operou com o Costa Marina,
consolidando sua liderança com 19 escalas (26% maior do que 2006) e
movimentando 23 mil passageiros (mais 15%). O impacto econômico
na cidade foi substancial. Estima-se a movimentação de um milhão de
euros, originário dos gastos dos passageiros da Costa. As saídas também
eram aos domingos. O roteiro incluía Trieste, Ancona, Santorini, Mykonos,
Atenas, Corfu, Dubrovnik e Trieste.

Em 2008, o Costa Classica (53.000 toneladas e capacidade para 1.680
hóspedes) substituiu o Costa Marina. Fez 16 escalas no ano com 37 mil
passageiros (mais de 57% comparado a 2007). Saídas aos domingos. O
itinerário consistia em Trieste, Ancona, Santorini, Mykonos, Atenas,
Corfu, Dubrovnik e Trieste.



Fonte: A Tribuna
Fotos: Rafael Ferreira Viva
Postar um comentário