Translator

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Terminais Portuários Brasileiros

Na galeria de hoje veremos um pouco sobre o Terminal da Libra no
Porto de Santos, responsável por grande parte da movimentação de
containers no complexo santista.


A Libra Terminais Santos iniciou suas iperações em 1995, vencendo
a primeira licitação de um terminal de contêiner no Brasil, no T37. Em
1998 venceu a licitação do T35  e recentemente adquiriu o T33,
tornando-se o operador de contêineres com o maior cais da América
do Sul.


Um dos maiores e mais avançados terminais em equipamentos e
tecnologia para movimentação e armazenagem de cargas da costa
brasileira, a Libra Terminais está totalmente estruturada para operar
com excelência num dos portos mais representativos do mundo.


Em evolução permanente, inaugurou um armazém para operações de
cargas soltas com capacidade de armazenagem de 4.870 pallets e área
para segregação de cargas químicas. Além disso, possui os mais
modernos equipamentos nos seus 7.600 m² de área coberta.

Juntamente com a Libra Terminais Rio, é parte integrante do Grupo
Libra, um grupo brasileiro, familiar e diversificado dedicado há mais
de 65 anos a investimentos em infraestrutura estratégicos para o
desenvolvimento do país.

Alguns dados técnicos:

O terminal possui um cais acostável com 1.100m dividido em 5 berços
de atracação, operando navios de até 306m (recorde no porto) e com
calado de 13,5m. 4 desses berços são dotados de portêineres somando
9 unidades deste tipo de equipamento sendo 7 post-panamax.

Com uma área total de 380.000 m², o terminal possui também um
armazém alfândegado com 2.800 m², acesso ferroviário direto MRS
e ALL e 1.200 tomadas para contêineres frigoríficos.

No terminal operam diversos armadores com rotas para Ásia, África,
Europa e América do Norte. Atracam com regularidade navios da
Maersk, Hamburg-Sud, CSAV, MOL, CMA CGM, CSCL, Zim,
Mercosul Lines e Log-In.
Postar um comentário