Translator

domingo, 22 de abril de 2012

Último dia de embarque e desembarque de passageiros no Porto de Santos

Este domingo será um dia de despedidas no Porto de Santos. Isso porque será a última data com embarque e desembarque de passageiros. As operações serão feitas pelo navio MSC Armonia, que seguirá para a Europa.

Os demais 16 navios que fizeram paradas regulares na Cidade já partiram rumo ao exterior. Em trânsito, nesta estação, o Porto recebe um total de oito embarcações, incluindo o Asuka II, último navio a escalar no complexo, no dia 18 de maio. A embarcação trará um público apenas para conhecer a Cidade.

Juntos, todos os navios que passaram pelo cais santista desde o último dia 29 de outubro, quando a temporada começou, fizeram 273 escalas.

Há menos de um mês do encerramento oficial da temporada de cruzeiros 2011/ 2012, a estimativa é que 1,12 milhão de turistas passarão pelo Porto de Santos, entre embarques, desembarques e trânsito, durante os 121 dias de operação. que trará um público apenas para conhecer a Cidade.

Os números da atual estação foram divulgados pela Concais, que administra o Terminal de Passageiros Giusfredo Santini. “Acho que é um número interessante (o de passageiros), pois mostra que estamos numa estabilidade de mercado”, analisou o diretor da empresa, Flavio Brancato, referindo-se ao pequeno crescimento verificado em relação à temporada anterior. O incremento foi de cerca de 1,5%.

Para o executivo, a estação foi “boa e sem intercorrências”, devido, sobretudo, às medidas adotadas pela companhia para melhorar o fluxo de turistas no terminal. “Obras executadas e investimentos em equipamentos trouxeram uma melhora na operação”, disse o diretor. Segundo ele, foram investidos R$ 4,5 milhões na instalação.

Entre as melhorias realizadas, está a montagem de uma nova sala de embarque com scanners e a adequação da área operacional externa, ampliada em quase 3 mil metros quadrados. A intervenção, ressaltou Brancato, aumentou o número de plataformas de ônibus, facilitando e ordenando a recepção dos veículos.

“A implantação pela Codesp de um bolsão de ônibus próximo ao terminal também permitiu um fluxo segmentado e programado. Conseguimos adequar o atendimento dos turistas. Foi um bom passo”.



Fonte: A Tribuna
Postar um comentário